sara winter presa

Por que Sara Winter não deveria ser politizada?

A psicologia explica que Sara Fernanda Giromini está na busca incessante por holofotes e fama. Traços de alguém que sofreu traumas

(Flávio, direto da Redação, OMA, ) – O sistema político brasileiro é orientado por uma constituição, criada em 1988, veio para incutir e equilibrar o poder dos setores públicos; judiciário, legislativo e executivo.

Após um período ditatorial os brasileiros puderam eleger seus representantes através do voto direto. Aquele que mais obtém votos, ganha. Simples, né?

Não o quanto o parece, a democracia é ampla, para ser democracia de verdade todos os lados precisam ter suas vozes ouvidas seja eu, você e outros concordando ou não. Já dizia Evelyn Beatrice Hall (e não Voltaire);

“Posso não concordar com nenhuma das palavras que você disser, mas defenderei até a morte o direito de você dizê-las.”

Para que essas vozes sejam ouvidas a constituição brasileira permite que grupos se organizem em partidos políticos, sendo estes, devidamente cadastros e reconhecidos por um poder judiciário exclusivo, no caso, o poder eleitoral e seus tribunais regionais.

Nada mais justo, correto? Sim! É assim que as coisas funcionam do Oiapoque ao Chuí. Teoricamente funciona, mas na prática, a teoria se desmonta.

Sara Winter nem deveria ser manchetes ou politizada

No espectro mundial, a democracia brasileira ainda é um bebê. Mas ela ainda se mantém. O que a destrói não é uma Sara Winter, mas sim a corrupção, o desvio de dinheiro, compras de votos, falências de setores públicos como hospitais, policias ou prefeituras.

sara winter dois lados Por que Sara Winter não deveria ser politizada?
As pessoas se interessam por famosos, e eles sabem disso, a busca por holofotes, em alguns casos, chega a não ter limites. Vale tudo pela fama. Imagem: Reprodução/Twitter

Política é algo complexo que não raramente ingressam personagem como: Tiririca, Zé do Chiclete e Sara Winter. Tudo bem, ela jamais foi eleita, mas foi tão politizada nos últimos dias que esquecemos disso tudo.

Deixamos o principal de lado (mesmo em uma pandemia) e novamente focamos no que não deveríamos.

As pessoas se interessam por famosos, e eles sabem disso, a busca por holofotes, em alguns casos, chega a não ter limites. Vale tudo pela fama

Continua após publicidade.

Sara Winter era pró feminismo, a favor do aborto. Fundou o braço brasileiro do FEMEN, movimento feminista nascido na Ucrânia contra o turismo sexual, religiões, homofobia e racismo.

Não há nada errado defender suas causas, porém, estranhamente, ela, um dia acordou e mudou suas teorias, já não defendia o aborto, partiu para o conservadorismo, apoia o atual presidente Bolsonaro, armamentista e direitos da família.

Em 2013 atacava o programa da rede Globo, o Big Brother Brasil, mas em 2014 tentou ingressar no programa.

Sara Winter BBB
Vídeo criado por Sara Winter para tentar uma vaga no Big Brother Brasil em 2014. Imagem: Reprodução. Ao clicar na imagem você será redirecionado ao vídeo no Site UOL.

No meio desse caminho, tentou ser deputada em 2018, não conseguiu, e, em 2019, foi coordenadora de políticas à maternidade no Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos. (leia-se Ministra Damares).

Sua superexposição deveria estar sendo tratado no campo da psicologia e não como uma pessoa política.

sara winter presa ataca por irmão
Matéria do Jornal de Minas onde o irmão de Sara Winter acusa de ser movida por fama e dinheiro. Imagem: Estado de Minas/Site.

Sara Winter é apenas um personagem criado por Sara Fernanda Giromini, predisposta a se lançar em questões polêmicas e claro, personagem fácil para ser usado e manipulado para quem deseja ter ou se manter do poder.

O desejo pela fama, busca por reconhecimento, pode esconder uma fragilidade dentro de um ser humano. Com Winter não foi diferente, foi abusada sexualmente na infância, segundo ela própria, vitima de violência doméstica como ocorre com milhares de outros brasileiros.

Sara Fernanda Giromini criou um personagem para ocultar o que muitos não desejam ver, violência doméstica, abusos e a intolerância a esses tipos de assunto. Sara Winter precisa de um psicólogo e não ser fantoche de si mesma e da política.

Flávio Romeu Picinini Junior
Flávio Romeu Picinini Junior

Piloto de avião, cursando Administração de Empresas. Peguei a paixão pela leitura e resolvi colocar em formas de artigos. Gosto de pesquisar, entrar a fundo em qualquer tipo de tema e entender as questões e fatos do dia a dia.

Compartilhe

Inscreva-se para ganhar até 65% de descontos em produtos da Amazon