Navio tanque iraniano chega a venezuela de maduro com gasolina

Primeiro navio iraniano chega escoltado à Venezuela de Maduro

O primeiro da frota de 5 navios tanques iranianos chega a Venezuela sem ameaça da marinha norte americana.

CARACAS, Venezuela -- O primeiro navio iraniano carregado de gasolina entrou em águas territoriais venezuelanas neste sábado a noite. Não houve ameaças dos navios de guerra norte americanos próxima a rota do navio iraniano.

A Expectativa sobre os navios eram enormes devido as sanções aplicadas pelo EUA a ambos os países, principalmente à venezuela. Por outro lado, o governo do Irã disse que iria responder com força caso a marinah dos Estados Unidos causasse algum tipo de problemas aos seus petroleiros.

Não iremos tolerar nenhum problema com os nossos navios tanques, acaso os EUA ameaçar, iremos responder com força inabalável e esmagadora do Irã.”

Leia mais…

Fato que não ocorreu com o primeiro navio a chegar à Venezuela.

O Fortune, nome da primeira embarcação iraniana com gasolina não relatou nenhuma presença de navios de guerras dos EUA próximo enquanto navegava no mar do Caribe. O Governo venezuelano comemorou a chegada do navio ao seu destino.


Russian Air Force MiG 31 inflight Pichugin Primeiro navio iraniano chega escoltado à Venezuela de Maduro

Caças russos interceptaram bombardeiros B-52 da US Air Force

Segundo o ministério da defesa russo a interceptação aconteceu em area neutra. Não houve invasão de espaço aéreo (Redação, OMA) - No dia de hoje (19) o distrito militar do leste da Rússia reportou em nota que sua força aérea interceptou 2 bombardeiros B-52 dos ...
Ler Mais

Algumas horas atrás o ministro de relações exteriores venezuelano, Jorge Arreara publicou em seu twitter: “Irã e Venezuela sempre apresentou suporte um ao outro em tempos difíceis, hoje (23), o primeiro navio com gasolina chega para nosso povo”, exaltou o ministro venezuelano

Irã e Venezuela vivem sob pesadas sanções econômicas impostas pelos EUA de Trump. A rota dos 5 navios tanques iranianos abre um novo comercio entre os países. O Comandante da 4Th US Fleet, General Craig, reportou a imprensa que não irá intervir nesta questão.

A Marinha americana aumentou massivamente a presença de navios de guerras, aeronaves e combatentes na intenção de interromper o narcotráfico na região do mar do Caribe. Diversas apreensões de drogas já foram realizadas pela US NAVY.

EUA enviaram mais quatro navios de guerra para a costa da Venezuela

Leia Mais…

A gasolina do Irá está sendo transportada por cinco navios tanques de bandeira daquele país. Segundo o chefe de uma corretora de investimentos, Russ Dallen, afirmou que os 5 petroleiros usam “transponders” e empresas conseguem rastreá-los. “Dos cinco navios, o Clavel é o ultimo da fila, esta apenas a 3 dias e meio ao seu destino, Venezuela de Maduro.

Devido a corrupção, falta de energia, burocracia e sanções impostas, a Venezuela, um dos maiores produtores de petróleo vive m dos piores dramas de sua história. Por estes fatores, o país socialista do ditador Maduro deixou de produzir gasolina aumentando a crise econômica somada a pandemia do novo Coronavírus.

Segundo especialistas do setor petroquimico a gasolina importada do Irã poderá atender a demanda venezuelana entre duas ou três semanas.

Antes da crise do petroleo, o cidadão venezuelano enchia o tanque de seu carro com apenas um centavo de dólar. A falta do combustível interrompeu diversas cadeias de serviços essenciais no país de Maduro.

Continua após publicidade.

Era comum enquanto o venezuelano pagasse com gorgetas, presentes, ou qualquer outro produto aos frentistas dos postos diante ao preço irrisório da gasolina na Venezuela antes da Crise.

Diante a corrupção, violência e crise econômica a gasolina começou a ser vendida no mercado negro por até US$ 12 o Galão (equivalente a R$17,68 o litro na cotação do dólar atualmente).

Uma pequena fortuna para o cidadão venezuelano, onde o salário mínimo mensal é igual a menos de US$ 5.

Enquanto aproximadamente 60 países reconhecem Juan Guaidó como o atual presidente venezuelano, os EUA acusam o Irã de dar suporte ao governo ditatorial de Maduro, acusado de fraudar as eleições de 2018.

irã e Venezuela contra os EUA
Governantes do Irã e Venezuela comemoram a chegada do navio iraniano, Fortune, com gasolina. Imagem: Divulgação

Recentemente o Irã tem enviado equipamentos e insumos para manutenção das refinarias da Venezuela, que segundos fontes, estão em estado precário, diversas já não produzem combustíveis. Segundo fontes, o combustível será usado como moeda pelos apoiadores de Maduro e deixar a população à deriva.

Enquanto os Estados Unidos de Trump ampliava a frota de destroyers próximo a Venezuela, General Amir Hatami (Irã) mandava recados por coletivas dadas criticando a posição do governo de Donald Trump; “Não iremos tolerar nenhum problema com os nossos navios tanques, acaso os EUA ameaçar, iremos responder com força inabalável e esmagadora do Irã.”

Durante esta semana, Maduro armou a Venezuela com baterias anti-aéreas e lança misseis em ilhas localizadas próxima a rota dos navios iranianos. Estados Unidos acusam a China, Russia e a Cuba de oferecer apoio ao governo de Maduro. O ditador também acusado pelos EUA de ser mandante do narcotrafico na região e ofereceu 15 milhões dólares por “sua cabeça”.

“Nós não iremos aceitar a tirania e a ilegitimidade do regime ditatorial de Nicolás Maduro”; disse a administração de Trump em um comunicado. “Iremos continuar com máxima pressão possível”, complementou o documentou que finalizou; “Iremos continuar até derrotar Nicolás Maduro e libertar a Venezuela”.

A TV estatal venezuelana mostrou Maduro entre as baterias anti aérea instaladas na costa de seu país. Justificando que tal ato se daria conta pela ameaça norte americana e para proteger os navios iranianos.


Venezuela de Maduro anuncia mobilização da artilharia para combater contra força dos EUA


“Eles querem nos escravizar-nos, se você deseja ter paz, você tem que estar preparado para se defender”, disse Maduro.

Diante as ameaças, movimentações militares e constantes trocas de faras entre EUA, Irá e Venezuela, no momento algo ficou claro, Maduro conseguiu abrir uma nova rota de comércio para suprir o país com gasolina.

especialista em economia comentou: “Com a gasolina do Irã em solo venezuelano, Caracas reivindica uma grande vitória para a pátria e tenta retratar os EUA como impotentes“.

Via: Prensa Latina

Compartilhe

Inscreva-se para ganhar até 65% de descontos em produtos da Amazon