governo covid-19-site fora -do -ar

Governo retira site da cobertura COVID-19 do ar

Desde a noite de Sexta feira (5) o site sobre a cobertura do Coronavírus foi retirado do ar.

(Redação, OMA) – Segundo informações do próprio governo federal, o site do ministério da saúde foi retirado do ar a pedido do atual ministro da saúde, Eduardo Pazuello. Importante apontar que neste mesmo dia o Brasil registrou mais de 35.000 mortes pelo COVID-19, fato que, repercute pelo mundo.

Quem entra no site covid.saude.gov.br encontra a mensagem que o portal está em manutenção.

Diante a escalada das mortes, a retirada de informações neste momento torna-se preocupante, pois como sabemos, o único meio de nos prevenir ou diminuir o contagiado é através de informações.

Saber onde estão os picos, cuidados pessoais e campanhas de higiene são mais importantes no momento, dizem os especialistas na área de saúde.

Continua após publicidade.

Poderia ser considerado um fato aleatório caso fosse apenas um assunto isolado diante a pandemia. Mas o governo federal vem atacando constantemente a imprensa, realizando diversas trocas de ministros da saúde e ainda atacando os poderes legislativo, judiciário, estados e municípios. O que desvia o foco principal: cuidados com a saúde.

Longe de querer atacar ou apontar erros mas seria de grande valia se nosso governo federal começasse a diminuir o tom em suas criticas e começar proteger a população do inimigo comum, o covid-19. Informação nunca é demais

No início estavamos acostumados com as coletivas diárias sobre a situação do coronavírus no Brasil, através do ministério da saúde comandado pelo então ex-ministro Mandetta.

No meio da pandemia do covid-19, um governo que troca seus ministros.

Entre divergências e conflitos, sai Mandetta e entra Nelson Teich – menos de um mes ele pede para sair.

No momento temos o general Eduardo Pazuello como ministro da saúde interino. A pedido de Jair Bolsonaro, dados começaram a ser divulgado após 22 horas.

Segundo o twitter do jornalista Carlos Gomes, onde ele mostra tabelas divulgadas pelo ministério da saúde, ele alerta para as modificações que vem ocorrendo nas informações desde o mes passado, veja abaixo;

Os dois atrasos coincidiram com dois recordes consecutivos no número de mortes por covid-19. Na quarta, foram registradas 1.349 mortes. Na quinta, 1.473.

Em outra mudança, que está sendo muito criticado por profissionais da saúde, no site do ministério da saúde , através da secretaria de comunicação, lançou o “Placar da vida”, onde mostra apenas os números de infectados, recuperados e o termo “em recuperação”

Diante a pandemia que causa estragos, morte, destroem familias, economias ainda temos que carregar a carga da corrupção e desinformação dos nossos governantes.

Com essas medidas, mais uma vez, por décadas, Brasil vira notícia ao redor do mundo por fatos negativos vindo do meio político, e desta vez custando vidas.

Após as 17:00 do dia 06/06/2020 site retorna ao ar

Site do ministério da saúde da covid-19 volta com dados mais “despojados”. Universidade Johns Hopkins retira Brasil de sua lista onde somente Coreia do Norte estava fora. Leia Mais

Compartilhe

Inscreva-se para ganhar até 65% de descontos em produtos da Amazon