A saúde das empresas brasileiras na bolsa de valores desta semana

A saúde das empresas brasileiras na bolsa de valores desta semana

O PIB do Brasil cai 1,5% no 1º trimestre, em linha com as expectativas devido a pandemia do novo Coronavírus.

(Redação, via ADVFN Brasil) – O Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro, o principal indicador do desempenho da economia do país, caiu 1,5% no 1º trimestre do ano em relação ao último trimestre de 2019. Algumas empresas listada na bolsa de valores registraram prejuízos.

Gráfico Ibovespa 29 de maio
Gráfico do índice IBOVESPA, 29 de maio as 13:15. Imagem: reprodução

Veja também…

Cotações hoje com 15 minutos de atraso

Em relação ao PIB do mesmo período do ano passado, houve um recuo de 0,3%. Os dados foram divulgados nesta sexta-feira (29) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 

Os resultados das empresas listadas na bolsa de valores vieram em linha com as expectativas do mercado. A mediana das estimativas de 47 consultorias e instituições financeiras consultadas pelo Valor Data era de queda de 1,5% ante o quarto trimestre de 2019, feitos os ajustes sazonais. 

Continua após publicidade.

Na comparação com o mesmo período de 2018, havia expectativa de recuo de 0,2% das empresas na bolsa de valores. O intervalo das estimativas vai de redução de 2,5% a recuo de 0,8%. Para o ano, as projeções das empresas indicam retração de 6,1% obviamente esperada devido a pandemia da covid-19.

Resultados das principais empresas listada na Bolsa de Valores de São Paulo

*Observação: A sigla EBITDA significa Lucros antes de Juros, Impostos, Depreciação e Amortização, que é a tradução da expressão em inglês Earnings before Interest, Taxes, Depreciation and Amortization.

Burger King Brasil (BKBR3), a rede de empresas de restaurantes registrou no 1T20 prejuízo líquido de R$ 55,6 milhões. Dessa forma a companhia reverte o lucro de R$ 3 milhões no 1T19 durante a pandemia do covid-19

O Burger King Brasil é a operadora das franquias Burger King e Popeye no país.  

A empresa atribuiu o desempenho aos efeitos da pandemia, que resultou no fechamento de restaurantes.  

Por causa disso, o Ebitda teve queda de 89,4%, para R$ 8,7 milhões no 1T20. A margem teve queda de 12,2% para 1,3%.  

Em termos ajustados, o Ebitda recuou 84%, para R$ 14 milhões, com a margem passando de 12,9% a 3,1%.


Inscreva-se!


Marisa Lojas (AMAR3), a varejista de moda feminina e íntima, anunciou os resultados do 1º trimestre de 2020 (1T20) na noite desta quinta, 28. 

O prejuízo da Marisa Lojas cresceu 162% no primeiro trimestre, na comparação anual, para R$ 107,1 milhões, puxado pela queda na receita e pelo aumento nos custos e nas despesas operacionais.

Cosan Logística (RLOG3), a rede de empresas logísticas Cosan divulgou nesta quinta, 28, seus resultados do primeiro trimestre de 2020 (1T20), composto por janeiro, fevereiro e março.  

A empresa teve prejuízo de R$ 80 milhões. Dessa forma reverte o lucro de R$ de 7 milhões no 1T19. 

Em valores ajustados, a empresa Cosan Log teve prejuízo de R$ 41 milhões.

Cia. Hering (HGTX3), O lucro líquido da Cia. Hering somou R$ 5 milhões no primeiro trimestre. Esse valor corresponde à queda de 89,2% em relação ao mesmo período de 2019. Um dos motivos foi a queda das vendas com o fechamento das lojas por causa da pandemia.  Empresas do setor de varejo foram as que mais sofreram durante a quarentena.

O balanço foi divulgado na noite desta quinta, 28. O Ebitda caiu 80% para R$ 11,4 milhões, por causa da queda nas vendas. A margem passou de 15,3% para 4,2%.

Eletrobras (ELET3, ELET6),  a empresa estatal teve lucro líquido atribuído a sócios da empresa controladora de R$ 300,1 milhões no 1T20. Esse valor corresponde à redução de 78,5% ante o lucro líquido de R$ 1,39 bilhão no 1T19.  

prédio da ELetrobras sede empresas na bolsa de valores
Prédio sede da empresa estatal de energia. Imagem: Jeso Carneiro, Flickr.

A estatal divulgou o resultado no fim da noite desta quinta, 28. 

A Eletrobras informou que o lucro foi impactado, principalmente, por dois efeitos econômicos:  variação cambial negativa em R$ 665 milhões como decorrência da desvalorização cambial durante a pandemia e a remensuração do valor justo da receita de RBSE. 

O Ebitda teve queda de 5% entre o primeiro trimestre de 2019 e o deste, para R$ 2,803 bilhões.

MRV (MRVE3),  Lucro líquido no 1o. trimestre é de R$ 115 milhões, abaixo do esperado de R$ 155 milhões. Receita líquida no 1o. trimestre é de R$1,50 bilhão, abaixo do esperado R$1,54 bilhão. Ebitda no 1o. trimestre é de R$205 milhões, abaixo do esperado R$240 milhões. Empresas do setor de construção segue na mesma retração da MRV.

Unicasa (UCAS3), A fabricante de móveis Unicasa, proprietária das empresas e marcas Dell Anno e Favorita, registrou prejuízo líquido de R$ 108 milhões, ante R$ 2,973 bilhões em igual período do ano passado. Nesse período, a receita líquida recuou 11,6%, para R$ 27,3 bilhões. 

O Ebitda ficou em R$ 1,603 bilhão, uma queda de 70,5%. Já a margem Ebitda passou de 9,6% para negativa em 0,4%.

A expectativa dos investidores na bolsa de valores diante a guerra comercial; EUA x China.

Mercados globais caminham para fechar uma semana caracterizada pelo otimismo e bom desempenho das bolsas em tom negativo. A piora se deu na tarde de ontem, quando o presidente americano, Donald Trump, chamou uma coletiva de imprensa para esta 6ªfeira, onde poderão ser anunciadas novas medidas de retaliação à China.

Essa situação não só coloca o acordo comercial assinado em janeiro deste ano em risco, mas também a recuperação econômica mundial, que apenas recentemente mostra sinais de recuperação após o baque sofrido com a pandemia do coronavírus.

Continua após publicidade.

Assim, vemos esse acirramento de tensões como uma das maiores ameaças para a recuperação que vinha sendo verificada nos mercados.

Expectativa com a coletiva: O presidente americano sinalizou uma nova leva de sanções contra oficiais chineses na tarde de ontem, dando a entender que ele explicitaria as medidas que serão tomadas em relação ao abuso de minorias muçulmanas na China.

Além disso, há a expectativa de que os EUA anunciem medidas de retaliação contra as últimas investidas da China em Hong Kong, que ameaçam a autonomia da região sulista do país. As acusações de ter iniciado a pandemia da Covid-19 ao esconder informações essenciais também não deve ficar de fora do repertório de críticas à China do presidente americano.

Publicidade
Compartilhe

Inscreva-se para ganhar até 65% de descontos em produtos da Amazon