Cometa visivel a olho nu em maio

Tudo o que você precisa saber sobre o ‘Cometa do ano’ Swan

Deveríamos dar as boas-vindas a um visitante gelado do Sistema Solar externo que que foi descoberto em abril deste ano?

O cometa C/2020 F8 SWAN estará no céu em maio de 2020 com possibilidade de observação a olho nu.

Hubble mostra novas imagens do cometa Atlas

A chegada de uma “estrela cadente” (uma “bola de neve cósmica” de gás congelado, rocha e poeira que orbita o Sol) não é rara. O que é raro é aquele que é brilhante o suficiente para vislumbrar, o que o cometa SWAN pode – ou não – se tornar.

Para aqueles que querem passar algum tempo tentando, eis como encontrar o Cometa SWAN usando alguns mapas do céu atualizados.

Só não espere gratificação instantânea porque, além de ser visível apenas nos céus crepusculares do amanhecer no hemisfério norte, o cometa SWAN está agora entrando na “zona de perigo” à medida que se aproxima do Sol.

“Estou me sentindo um pouco menos empolgado com o SWAN”, diz a astrofísica Jackie Faherty no Museu Americano de História Natural . “Ele entrou logo após o cometa Atlas fracassar , algo comum entre cometas.

Eles provocam você a pensar que vão fazer um show espetacular bonito e brilhante, e depois fracassam antes de se tornarem visíveis a olho nu.”

“Algumas das imagens que aparecem na internet são espetaculares e definitivamente são uma provocação que está nos deixando empolgados com o que poderia ser, mas se você olhar para as curvas de luz, parece que o SWAN pode estar diminuindo , ” ela diz. 

Para duas imagens fabulosas – sem dúvida que chamaram a atenção do mundo -, veja a Figura do dia de 29 de abril e 8 de maio.

Para classificar o Swam como o cometa do século existem pontos contra ao SWAN. 

Para iniciantes, ele pode desapontar um pouco, pois ainda não sabemos como ele irá se comportar.

Que tipo de cometa é o SWAN?

O que sabemos é que, para um cometa ser facilmente visto a olho nu, ele precisa brilhar significativamente à medida que se aproxima do Sol. 

Ele tem que começar a produzir gás , e que tenha uma cauda, coma brilhante e material suficiente para um brilho sustentado à medida que se aproxima do Sol”, diz Faherty

“Mas este é um pedacinho de rocha a milhões de quilômetros de distância de nós, e quando nos pedem para dizer qual será a trajetória de brilho desses objetos frágeis, isso realmente amplia os limites de nossa capacidade de fazer previsões em astronomia”.  

Por que a caça aos astros ainda é tão difícil

Em uma escala cósmica, as “estrelas cadentes”, nome popular dado aos cometas são pequenos pedacinhos de rocha e gelo. Além disso, se você vir o SWAN, será um evento único; este é um astro de longo período que não voltará ao sistema solar por cerca de 12.000 anos. 

Só foi notado pela primeira vez no final de março de 2020 quando se aproximava do sistema solar interno. 

Os astrônomos conhecem menos de 7.000 cometas, uma pequena fração do que realmente existe no Sistema Solar externo – e ocasionalmente interno -.

O novo cometa foi descoberto pela primeira vez em abril de 2020, por um astrônomo amador chamado Michael Mattiazzo, usando dados de um instrumento SOHO chamado Solar Wind Anisotropies, ou SWAN - como visto aqui.  O cometa parece sair do lado esquerdo da imagem e reaparecer no lado direito por volta de 3 de maio, devido à maneira como os mapas de 360 ​​graus do SWAN são exibidos, bem como um globo é representado por um mapa 2D.
SWAN foi descoberto pela primeira vez em abril de 2020, por um astrônomo amador chamado Michael Mattiazzo … [+] ESA / NASA / SOHO

Por que é chamado Cometa SWAN? 

SWAN é apenas um apelido. Na verdade, é chamado de C / 2020 F8 (SWAN) e tem o nome de uma sigla para a câmera que foi usada para descobri-la; o instrumento Solar Wind ANisotropies (SWAN) no observatório espacial ESA / NASA Solar Heliospheric Observer (SOHO) . 

Trabalhando desde 1996, o SOHO encontrou até agora mais de 3.000 astros 

Quem encontrou o SWAN?

Michael Mattiazzo, da Austrália, o viu em 25 de março de 2020 enquanto inspecionava imagens em seu computador que foram publicadas on-line na SOHO. 

Em 9 de abril de 2020, encontrei outro astro em imagens públicas de baixa resolução de hidrogênio Lyman-alfa obtidas com a câmera Solar Wind Anisotropies (SWAN) na sonda Solar and Heliospheric Observer (SOHO)”, escreveu Mattiazzo , que agora descobriu oito cometas. “Parecia estar brilhando constantemente.” Sua descoberta foi confirmada por Martin Masek em um telescópio remoto na Argentina.

Olhos no céu e um mapa estelar

“Vale lembrar de que existem imensas descobertas no espaço porque há uma enorme quantidade de material por aí e muitas dessas coisas podem surgir sem que percebamos”, diz Faherty. “Acontece que agora temos mais olhos no céu que estão examinando essas coisas”. Apesar do domínio da tecnologia e dos telescópios remotos, os astrônomos amadores ainda dominam a caça aos astros. “Quase todas as descobertas de astros do SOHO até agora foram feitas por cientistas cidadãos que vasculharam imagens retornadas pelo instrumento LASCO da SOHO”,

diz Karl Battams, especialista em astronomia da equipe do LASCO no Laboratório de Pesquisa Naval dos EUA e pesquisador principal do  Projeto Sungrazer .

O SWAN poderia funcionar como um convite para que mais astrônomos amadores se envolvessem na caça de objetos do espaço?

 “Quanto mais olhos você tiver no céu, melhor descobriremos esse tipo de coisa”, diz Faherty. Dito isto, a maioria das “estrelas cadentes” é brilhante o suficiente para astrônomos amadores e astrofotógrafos capturar imagens do uso de telescópios remotos. 

Novo México, telescópio de rádio Vla e cometa Hale-Bopp
Novo México, Vla Radio Telescope E Hale-Bopp Comet. (Foto de Education Images / Universal Images … [+] GRUPO UNIVERSAL IMAGES VIA GETTY IMAGES

Por que astros brilhantes a olho nu são tão raras?

A maioria dos astros entra no sistema solar interno, então eles se separam e saem sem que ninguém perceba. Em seu site, Mattiazzo escreveu ao lado da entrada do SWAN este aviso: “forte risco de desintegração, mas tem potencial de explosão”. 

“É muito bom que o viajante SWAN tenha sido descoberto – ele poderia ter ido e vindo sem que ninguém percebesse”, diz Faherty. “Há uma enxurrada de cometas por aí e eles não são descobertos porque não ficam brilhantes e, portanto, ninguém presta atenção neles … os cometas podem brilhar e fracassar ou se separar a qualquer momento”.

Quando um cometa é descoberto, geralmente é antes de se tornar um cometa a olho nu. A maioria não se ilumina o suficiente para ver enquanto observa as estrelas; normalmente há um ou dois por ano que são discutidos, mas o último cometa realmente brilhante foi o cometa Hale-Bopp em 1997.

Essa foi a mais amplamente observada no século 20, e tem sido uma longa espera por outra. É possivelmente por isso que o cometa SWAN está recebendo tanta atenção., por se tornar visível a olho nu.

Por que as condições do céu são tão importantes

Quando um cometa fica brilhante o suficiente para ser visto a olho nu, é um convite para que todos possam sair e dar uma olhada nele. No entanto, a aparência de um cometa depende de como é a visibilidade do céu noturno de onde você olha o cometa. 

É sobre poluição luminosa. “Todos nós podemos ver a Lua mesmo em uma Time Square poluída pela luz, na cidade de Nova York, mas nem todos podem ver as estrelas fracas, por exemplo, na constelação de Delfino – você precisa de um céu escuro”, diz Faherty. Isso será um problema para muitas pessoas de fora, esperando uma visão fácil do Cometa SWAN.

O que faz com que o Cometa SWAN seja difícil de ver é que agora só está se tornando visível no hemisfério norte à medida que se aproxima do Sol. 

Isso significa que só é possível vê-lo a olho nu cerca de uma hora antes do nascer do sol. Também é quando o céu está brilhando. 

Impacto de asteróide Chicxulub
Impacto asteróide. Ilustração de um grande asteróide colidindo com a Terra na Península de Yucatán, na … [+] GETTY

Não, cometas não são perigosos

Apenas nesta semana me perguntaram se o cometa SWAN e o cometa ATLAS colidiriam, atingiriam a Terra ou de alguma forma causariam uma chuva de asteróides que poderiam nos bombardear. 

Nada disso vai acontecer. “Esses cometas não atingirão a Terra”, diz Faherty. “Eles estão tão distantes e orbitam o Sol, não em uma pista para colidir com o nosso planeta.”

Então, por que as pessoas ficam tão assustadas com cometas? “As pessoas conhecem a história de como acreditamos que os dinossauros foram extintos – que as rochas atingem a Terra e que essas coisas são muito perigosas”, diz ele.  

Por que todo mundo fica tão animado com os cometas?

Por ser muito raros, um cometa a olho nu realmente brilhante é um evento astronômico como nenhum outro.

Os cometas foram observados e registrados desde os tempos antigos, e há uma razão simples para isso.

“Antigamente, o céu noturno era uma forma de entretenimento – o cinema original”, diz Faherty. “O sol se pôs, as estrelas surgiram e as histórias começaram a fluir – e as pessoas realmente conheciam e entendiam o céu. O céu noturno está arraigado na cultura humana; portanto, se o céu noturno mudou repentinamente, era uma grande coisa. “Os cometas historicamente eram um presságio de algo diferente “, diz Faherty. “Então, quando um cometa aparece a olho nu de repente, isso se torna um grande fenomeno”.

Um cometa que aparece a olho nu no céu noturno para todos no planeta ainda é um grande evento, mas encontrar o cometa SWAN, infelizmente, não será tão fácil.

Posição em movimento do cometa SWAN entre as estrelas em maio de 2020.
Posição em movimento do cometa SWAN entre as estrelas em maio de 2020. REVISTA SKY & TELESCOPE (USADA COM PERMISSÃO)

Como ver o cometa SWAN 

Agora, na constelação de Perseu, é provável que o cometa SWAN esteja no ponto mais brilhante e visível do nordeste, assim que o amanhecer começa na segunda-feira, 18 de maio de 2020 – e por alguns dias depois.

“Se você nunca foi à caça de cometas a olho nu antes, precisará ser extremamente paciente”, diz Faherty. 

“Esta é a observação astronômica da velha escola, porque você terá que navegar no céu usando um carta do céu com a posição atualizada do cometa.”


Russian Air Force MiG 31 inflight Pichugin Tudo o que você precisa saber sobre o 'Cometa do ano' Swan

Caças russos interceptaram bombardeiros B-52 da US Air Force

Segundo o ministério da defesa russo a interceptação aconteceu em area neutra. Não houve invasão de espaço aéreo (Redação, OMA) - No dia de hoje (19) o distrito militar do leste da Rússia reportou em nota que sua força aérea interceptou 2 bombardeiros B-52 dos ...
Ler Mais

Geralmente, APPs de astronomia em celulares, mostram as posições dos astros apontando o celular na direção correta.

Você está disposto para isso? Para ver o SWAN a , você terá que acordo antes do nascer do Sol e estar atento as constelações

Veja como abordar uma caça ao cometa:

  • Acorde cedo.
  • Descubra as estrelas mais brilhantes em torno de onde você precisa olhar (o mapa do céu).
  • Digitalize lentamente os céus com binóculos.
  • Seja extremamente paciente.

No entanto, quando você o encontrar, o SWAN, que parece borrado, parecerá, embora binóculo, como nada que você já viu antes. “É extremamente gratificante quando você o encontra, porque agora aprendeu algumas técnicas astronômicas”, diz Faherty. “A satisfação de ver esse objeto abrirá seu mundo.”

Continua após publicidade.
Compartilhe

Inscreva-se para ganhar até 65% de descontos em produtos da Amazon