Pesquisa IBOPE mostra queda de aprovação do governo Bolsonaro 1 bolsonaro trump

Pesquisa IBOPE mostra queda de aprovação do governo Bolsonaro

Publicidade

Índice de aprovação é inferior ao de FHC, Lula e Dilma no mesmo período do primeiro mandato. Reprovação do governo subiu de 11% para 24%.

Publicidade

Pesquisa Ibope divulgada nesta quarta-feira (20) mostra os seguintes percentuais de avaliação do governo do presidente Jair Bolsonaro (PSL):

  • Ótimo/bom: 34%
  • Regular: 34%
  • Ruim/péssimo: 24%
  • Não sabe/não respondeu: 8%

A avaliação positiva do presidente caiu 15 pontos percentuais desde a posse. Em fevereiro, segundo a pesquisa, 19% consideravam o governo “ruim/péssimo”; 30%, “regular”; e 39% o avaliavam como “bom/ótimo”.

Publicidade

Os que consideram ruim ou péssimo são 24%, mais que o dobro de janeiro (11%).

A pesquisa IBOPE ouviu 2.002 pessoas entre 16 e 19 de março.

O nível de confiança da pesquisa é de 95%. Isso quer dizer que há uma probabilidade de 95% de os resultados retratarem a realidade, considerando a margem de erro, que é de 2 pontos, para mais ou para menos.

O maior problema de Bolsonaro é o Nordeste. Lá, a avaliação positiva do governo despencou de 42% em janeiro para 23% em março, segundo o IBOPE.

Avaliação negativa de Bolsonaro cresceu muito em cidades com mais de 500 mil habitantes. Neste conjunto, 14% consideravam Bolsonaro ruim ou péssimo em janeiro; agora são 32%. Nas áreas de periferia, a reprovação foi de 8% em janeiro para 29% agora.

Publicidade

A desconfiança é maior entre:

* Moradores do Nordeste (53%).

* Moradores de cidades com mais de 500 mil habitantes (53%).

* Moradores das capitais (52%).

* Pessoas com idades entre 45 e 54 anos (49%)

E aqui a comparação com outros presidentes. Bolsonaro só obtém índices maiores do que presidentes no início de seus segundos mandatos – isto é, que já haviam acumulado desgastes do governo anterior, apesar de reeleitos.

Pesquisa IBOPE mostra queda de aprovação do governo Bolsonaro 2 28d97eed0fd01cc8afae6fbb2917b454

A avaliação positiva de Jair Bolsonaro é inferior àquelas registradas para Fernando Henrique Cardoso (1º mandato), Lula (1º e 2º mandatos) e Dilma Rousseff (1º mandato). No entanto, ela é maior que as de Fernando Henrique Cardoso e Dilma Rousseff no início do segundo mandato.

Publicidade

No levantamento anterior, em fevereiro, Bolsonaro era ótimo/bom para 39%, regular para 30% e ruim/péssimo para 19% dos entrevistados.

Tanto a queda na avaliação positiva quanto o crescimento da avaliação negativa foram de cinco pontos percentuais –acima da margem de erro da pesquisa, que é de dois pontos.

A pesquisa do Ibope foi realizada entre os dias 16 e 19 de março e ouviu 2.002 pessoas. A margem de erro é de dois pontos porcentuais. Nesse levantamento, 8% dos entrevistados disseram não saber ou não responderam à pergunta.

Compartilhe! Obrigado!