Energia eólica: a força que vem dos ventos

73 / 100 SEO Score

Novas tecnologias surgem para suprir a demanda global de energia elétrica. Em um mundo com sede de energia não dá mais para depender somente de combustíveis fósseis. Entenda mais um pouco sobre a energia eólica.

Há Mais de 200 anos, moinhos eram construído usando materiais rústicos, como madeira, pedra, metais, etc. Mas quando a eletricidade surgiu em 1880, turbinas eólicas começaram a aparecer e o uso dos materiais compostos começaram a ser amplamente usados, contudo, a capacidade de geração aumentou e seus custos caíram.

Energia eólica: a força que vem dos ventos 1 Moinho Povos Unidos energia eolica
Moinho localizado na cidade paulista de Holambra

Aproximadamente 250.000 turbinas eólicas estão em operação ao redor do mundo, muita delas foram instalada há menos de 25 anos.

O crescimento deste tipo de fonte de energia cresceu significamente. Na Europa, houve um crescimento de 12% no ano de 2016 e de 28% até 2019.

Só na Alemanha, Espanha e Dinamarca o crescimento chega até 57%. Não há como negar que a energia eólica veio para ficar, principalmente para substituir as velhas e caras usinas termoelétrica que usam carvão ou óleo como combustível.

Dependendo do tamanho, algumas usinas eólica chegam a produzir 8MW

Em 2012 a capacidade mundial de geração de energia elétrica através da energia eólica foi de aproximadamente 282 gigawatts (GW), o suficiente para abastecer as necessidades básicas de dois países como o Brasil (o Brasil gastou em média 70 gigawatts em janeiro de 2010). Para se ter uma ideia da magnitude da expansão desse tipo de energia no mundo, em 2008 a capacidade mundial foi de cerca de 120 GW e, em 2007, 59 GW.

Até 2005 a Alemanha liderava o ranking dos países em produção de energia através de fonte eólica, mas em 2008 foi ultrapassada pelos EUA.

Desde 2010 a China é o maior produtor de energia eólica. Em 2011 o total instalada nesse país ultrapassava os 62.000MW (62GW), comparado com os 44.000 instalado até 2010, foi um aumento de 41%.

Energia eólica no Brasil: expansão e economia

A capacidade de geração de energia eólica no Brasil vem aumentando ano a ano. Em 2008 era de 341MW, em 2009 passou 606 MW, e em 2010 atingiu o valor de 920MW. O Brasil responde por cerca da metade da capacidade instalada na América Latina, mas representa apenas 0,38% do total mundial.

As usinas eólicas têm custos de operação e manutenção cerca de 2,5 vezes menores, além de não terem gastos com combustível – que, no caso, é o próprio vento – e com medidas para reduzir emissões de gás carbônico.

O Brasil seria capaz de produzir energia eólica para substituir parcialmente a térmica. Isso porque o regime de ventos no Nordeste – onde há o maior potencial de geração de energia eólica – é mais intenso nos períodos de seca, e hoje as usinas térmicas só são acionadas quando o nível dos reservatórios de água das hidrelétricas é insuficiente para suprir a demanda energética presente e futura.

A fonte mais utilizada no Brasil, as hidrelétricas alagam imensas áreas e alteram o curso dos rios. Já as usinas nucleares, representam risco de contaminação permanente por radiação.

Hoje, a energia eólica é a mais buscada entre as fontes de energia renováveis. É a opção às fontes não-renováveis que mais são utilizadas para abastecimento em todos os países.

Em 2010, 70 projetos de energia eólica foram aprovados por R$130/MWh. Nesse mesmo leilão, foi concedida permissão para construção de hidrelétricas de pequeno porte com promessa de venda de energia a R$141/MWh.

O Brasil possui diversos parques eólicos instalados e fornecedendo energia. Aqui, destacamos os principais deles:

Parque Eólico de Praia Formosa

Localização: Camocim (CE)

Capcidade instalada: 104,4MW

Energia eólica: a força que vem dos ventos 6 Parque Eólico de Praia Formosa 02 1
Energia eólica: a força que vem dos ventos 7 Parque Eólico de Praia Formosa 03 1

Energia eólica: a força que vem dos ventos 8 Parque Eólico de Praia Formosa 06 1

Apesar de todos os benefícios, é preciso cautela antes de apostar na energia eólica. Essa pode não ser uma fonte totalmente confiável, se não forem feitos estudos de mapeamento, medição e previsão dos ventos. Os pesquisadores advertem que o setor não tem um grande histórico de dados e os ventos só costumam ser aproveitáveis em parte do ano. Além disso, os parques eólicos são ruidosos, podem interferir na rota migratória de pássaros e afetar a estética das paisagens.

Complexo Eólico Calango

Localização: Bodó (RN)

Energia eólica: a força que vem dos ventos 9 calangos

​​​​​​Formado pelos parques Calango, I, II, III, IV, V e VI e Santana I e II, o Complexo Calangos ocupa uma área de abrangência que inclui os municípios de Bodó, Lagoa Nova e Santana dos Matos, no Rio Grande do Norte (RN).

​​​​O empreendimento tem capacidade instalada de 234MW, dividida entre 117 aerogeradores GAMESA de 2MW (todos os parques Calango e o Santana I possuem, cada um, 15 aerogeradores; o Santana II, por sua vez, possui 12 aerogeradores). Esses números fazem do Complexo Calangos o maior parque eólico da Neoenergia, no Brasil, estando entre os maiores empreendimentos do setor no país.

​Sua construção teve início em 2014. A operação comercial dos parques ocorreu em duas etapas. A primeira, em dezembro de 2016, iniciou a produção de energia elétrica dos parques Calango I a V. Já na segunda, em janeiro de 2017, os parques Calango VI e Santana I e II entraram em operação. 

Energia eólica: a força que vem dos ventos 10 Usina eolica de Calango

​​​Devido à sua capacidade instalada de 234 MW, o Complexo Calangos é um importante agente no auxílio do controle e estabilidade do sistema interligado nacional (SIN) na microrregião Nordeste do país. Além disso, também contribui para o desenvolvimento social da região da Serra de Santana, com a geração de empregos diretos e indiretos e com o pagamento dos royalties aos proprietários das​​ terras arrendadas para a instalação do empreendimento.

Parque Eólico Giruá

Localização: Giruá (RS)

Energia eólica: a força que vem dos ventos 11 Usina Eólica Giruá
Compartilhe! Obrigado!