bola de fogo em florianopolis ovni

“Clarão no céu” de Florianópolis foi visto por diversas pessoas

Objeto causou espanto, capitanias dos portos saíram em buscas em alto mar mas nada foi encontrado.

Publicidade

Um clarão misterioso teria sido visto no céu neste domingo (24), no Campeche, em Florianópolis. Alguns falam em “bola de fogo” e outros em explosão.

Sobrevoos do batalhão de Operações Aéreas foram feitos na tentativa de acharem algo, ou alguém em perigo. Capitania dos Portos e a Base aérea também foram comunicados mas não encontraram vestígios. A Base Aérea e Capitania dos Portos também foram comunicadas sobre o caso.

O clarão foi em alto mar, como se fosse uma “bola de fogo ou uma aeronave em chamas, declarou as pessoas na praia do Campeche, sul da ilha de Florianópolis, Santa Catarina.

A Central de Operações do Corpo de Bombeiros Militar recebeu várias ligações de moradores de praias distintas reportando o mesmo fenômeno no céu: uma bola de fogo caindo, após uma explosão, desaparecendo em alto mar.

Publicidade

Chamados ao corpo de bombeiros e aeroporto começaram as 19h45 de Domingo (24). Mas nada foi encontrado.

Victor Gaspodini, de 20 anos, disse pretendia entrar no mar por volta de 18h30, quando olhou para o céu e viu uma bola de fogo. A imagem sumiu após supostamente cair no mar. O jovem também afirmou que não estava chovendo naquele momento. “Fiquei impressionado com o que vi. Olhei na minha volta para ver se mais alguém tinha presenciado aquilo. Um casal que estava próximo confirmou”, contou o jovem.

Publicidade

O Corpo de Bombeiros descarta queda de aeronave, de balão e até mesmo acidente com embarcação.

“Acabei de ver uma bola de fogo, tipo uma estrela cadente, um cometa (…) cruzando o céu”, relatou uma internauta. Mas se a bola de fogo caiu no mar de SC,como pode ter caído em outros litorais como quase TDS estão relatando?! Então foram vários meteoros e não um!!!!”

A torre de controle do Aeroporto Internacional Hercílio Luz, em Florianópolis, não relatou qualquer tipo de anormalidade com as aeronaves que estiveram decolando ou pousando, o que praticamente descarta qualquer acidente aéreo.

Segundo meteorologistas, o mais provável é de que o suposto clarão não passe de um fenômeno atmosférico, como um meteoro ou lixo espacial (restos de outros satélites e objetos que não são mais úteis).

Em detalhes para a Revista UFO, o professor Marcelo Girardi Schappo, coordenador do projeto de Observações Astronômicas do IFSC, também acredita nesta hipótese: “provavelmente, pelos vídeos que eu vi, é um bólido ou ‘bola de fogo’. É um meteoro mais intenso, causado por um fragmento maior. Por isso essa bola mais intensa”, explicou.

Publicidade

“O espaço fora do nosso planeta não é vazio, mas repleto de pequenos fragmentos de rocha que tem uma órbita e acabam vagando por aí. Eventualmente esses fragmentos vão entrar na nossa atmosfera, e quando isso acontece, eles vêm em alta velocidade, dezenas de km/s e a interação com o ar incinera esses fragmentos que a gente vê na atmosfera. Não é um fenômeno raro nem perigoso”, informou o professor.

Compartilhe! Obrigado!