ciclone tropical espirito santo e vila velha

Ciclone tropical poderá se formar na costa brasileira, alerta a marinha.

Ventos a mais de 100km/h e chuvas volumosas estão previstos no litoral do Espírito Santo e parte do nordeste.

Publicidade

De acordo com meteorologistas do Instituto Climatempo, existe grande possibilidade da formação de um novo ciclone tropical na costa do Espírito Santo no fim desta semana. Segundo informações da meteorologista Josélia Pegorim, as simulações atmosféricas feitas por supercomputadores indicam há vários dias a possibilidade da formação do fenômeno que, se realmente ocorrer, pode causar ventos de até 116 km/h em alto-mar. “Características precisam ser observadas antes de confirmar qualquer informação

A possibilidade é que o ciclone se forme no sábado e atinja a costa do Espírito Santo e sul da Bahia. Caso ele ocorra, a baixa pressão atmosférica do ciclone pode provocar grandes volumes de chuva e ventos moderados a fortes.

Publicidade

Segundo os meteorologistas do instituto, março é um mês de típico de formação de tempestades tropicais e subtropicais porque a água do mar do Atlântico Sul na costa do Brasil está mais quente.

Como é a formação do ciclone?

Um ciclone surge por conta da formação de uma área de baixa pressão atmosférica e de forte intensidade. Para que ele evolua para um furacão, por exemplo, é preciso que essa área de baixa pressão seja mais intensa e com ventos mais fortes, dependendo, ainda, da temperatura dentro da área do fenômeno. “Por conta desta formação de área com baixa pressão atmosférica, o ciclone pode se formar. Caso isso aconteça, o ES pode esperar por chuva forte e ventos de mais de 118 km/h em alto-mar. Por enquanto, estamos com o alerta especial de chuva forte sob o Espírito Santo porque tem uma frente fria próxima ao litoral do Estado”

Publicidade

O que intrigou os meteorologistas do instituto nos últimos dias é que as análises feitas na terça-feira (19) em um diagrama que projeta a temperatura e o deslocamento de futuros ciclones mostraram que este possível sistema de baixa pressão atmosférica que poderá se formar na costa do Espírito Santo teria um núcleo quente em superfície e em ar superior.

O Climatempo frisa que vai acompanhar atentamente as condições atmosféricas na costa capixaba e informar o público nos próximos dias. Por enquanto, nesta quinta-feira (21), o instituto reforça que não existe furacão na costa do Espírito Santo, e pede que as pessoas não façam alarde quanto à possibilidade do fenômeno, gerando notícias falsas.

As informações também poderão ser acessadas por meio do aplicativo “Boletim ao Mar”, disponível para download na internet, tanto para o sistema Android quanto para o IOS, desenvolvido em parceria entre a Marinha do Brasil e o Instituto Rumo ao Mar (RUMAR). Alerta-se aos navegantes que consultem essas informações antes de se fazerem ao mar e solicita-se ampla divulgação às comunidades de pesca e esporte e recreio.

Publicidade

Vitória e Vila Velha

“Por enquanto, nesta quinta-feira, 21 de março de 2019, é preciso ficar claro que não existe nenhum ciclone, nenhuma tempestade, nenhum furacão. Até o momento é apenas uma indicação das simulações atmosféricas feitas por supercomputadores que precisam ser analisadas com muita cautela e reavaliadas todos os dias, pois podem mudar o resultado de um dia para outro”, escreveu o instituto.

Publicidade

Compartilhe! Obrigado!